20 novembro 2012

Jovens velhos ou Velhos Jovens. Existe idade certa pra começar a viajar?

Acabei de sair do sacolão. Pra quem não sabe, aqui em São Paulo sacolão é um lugar onde vende frutas e verduras. Nome feio eu sei, mas é! Lá  encontrei um senhor encantado com o mundo das viagens proseando com a moça do pastel e super entusiasmado contando com muita  alegria que sua esposa estava se sentindo no céu pedindo a todo momento pra ele abrir as fotos no computador da sua mais recente viagem que fizeram juntos pra Istambul, a maior cidade da Turquia e uma das que já está na minha listinha de viagens a algum tempo. Andar de balão na Capadócia é ainda um sonho ,mas já pedi pro marido, vamos ver! :)

Em seguida como a maioria dos homens que tomam conta das finanças comenta com uma sensação de leveza, -Este mês será a última parcela do cartão de crédito! Toma fôlego e emenda a frase, -Mas ainda bem! Já estamos programando a nossa próxima viagem. Sabe...gostaria de ter sentido isso antes... as viagens realmente são a única coisa boa que fazemos e levamos desta vida, além dos filhos, é claro. Minha mulher e eu estivemos um tanto ocupados demais quando mais jovens, preocupados com a educação do nosso filho, que hoje é médico...e com a empresa que tomamos conta desde então, e sem querer acabamos esquecendo um pouco da nossa vida, e agora retomamos com gás total.

Olhei pra ele franzindo a sobrancelha com um leve sorriso no rosto e concordei plenamente, meio que sentindo com o coração o que ele estava me dizendo. Justo pra mim e por qual razão encontrei aquele homem

Ele continuando disse: - Fiz as contas esses dias de quantas viagens eu já fiz na vida e cheguei a conclusão de que durante a minha vida toda fiz apenas 1 viagem a cada 4 anos...Pouco pra tanto lugar lindo que quero conhecer ainda!

Eu automaticamente compreendi tudo o que ele estava me dizendo e pensei ainda bem que percebi isso a alguns anos atrás...mas no mesmo  instante ele voltou os olhos para a sua realidade, eu, e continuou  - Meu filho deve ter a mesma idade que você, trabalha muito e quase não tem tempo de me visitar...estou comprando umas frutas para levar pra minha netinha de 2 anos... Mas você é jovem, voltando o foco pro mundo das viagens, -Tem uma vida inteira pela frente pra entender isso!

E eu que só queria escutar calada e impressionada ,agora abismada disse: -Eu entendo o que o Sr está sentindo hoje, mas eu e o meu marido que está alí, a essa altura curioso por saber quem era aquele homem que estava conversando tanto, -adoramos viajar também, levamos nossos filhos em boa parte das viagens que fazemos, e concordo com o Sr, as viagens são realmente o que podemos levar dessa vida, mas  se os filhos fizerem parte delas de  vez em quando, melhor ainda, e comecei a contar minhas aventuras por aí, compartilhando também minhas emoções.

O senhor de uns 70 anos abriu os olhos esbugalhados, espantados pela minha jovialidade e minha coragem em falar o que estava dentro de mim até então. Trocamos algumas pequenas experiências de viagens de lugares por onde andamos, outros que ele andou e eu não e vice-versa e por outros que tanto um quanto o outro tínhamos o desejo de conhecer um dia. As viagens nos aproximara de novo naquele instante!

E logo mais naquela tarde nublada nos despedimos num sopro de pensamentos e de trocas de experiências muito válidas, e talvez apenas pra mim.

Humildemente sei que não conheci nem um terço do que aquele homem já viveu nesta vida, mas infelizmente me senti um pouco discriminada por ser jovem e pensei , quantos anciões pensam igual a ele hoje em dia e quantos se esqueceram das suas vidas quando jovens pensando demais no trabalho, ou na educação dos filhos que muitas vezes vão embora morar em outro País  e nem um alô de vez em quando lembram de dar aos pais idosos. E olha, imagino como  isso deve doer nos pais, porque recentemente presenciei isso com um casal de idosos que não tem ninguém pra recorrer a essa altura da vida e moram sozinhos aqui em São Paulo.

Uma vida sem lembranças é muito triste, mas nunca é tarde pra começar a fazer uma vida realmente  memorável!


E eu não quero ter a vida inteira pela frente , eu quero ter ela do meu lado hoje!

Quero viver cada segundo, não importa a idade ao máximo! SEMPRE! Várias e várias vezes!

Quero me olhar no espelho e continuar apaixonada por mim e pela vida ,sempre!



Proporcionar aos filhos e a nós mesmos uma vida rica de memórias , é algo maravilhoso!
Em baixo da Torre Eiffel Paris 2012.



Quero continuar de mãos dadas com meu amor e ser exemplo de uma vida plena e feliz sempre!




QUERO TER NETOS E PODER ENSINAR O SEGREDO DA VIDA E DO AMOR SEMPRE! 




EU QUERO HOJE CONTINUAR SENDO UMA JOVEM MALUCA, MAS SERENA, PRA AMANHàEU PODER SER UMA VELHA MALUCA E FELIZ. Ana Paula Ribeiro

´´As viagens da nossa vida começam a ter um grau altamente importante de vivências e memórias realmente significativas HOJE e não amanhã!´´ O amanhã talvez nunca chegue! Ana Paula Ribeiro



LEIA TAMBÉM: Conheça a cidade da Itália onde foi feito as cenas do filme Lua Nova.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Qual o melhor tipo de hospedagem pelo mundo

Como procurar hoteis pelo mundo? Escolha por regiões, felicidade e bolso Se o destino for caro, experimente ficar mais longe do centro co...